Hasta la vista, Rondônia!

Hoje é meu último dia em Rondônia. Não tive muito tempo ainda pra sentir-me triste, mas fiquei emotiva algumas vezes. Estou feliz por estar voltando prá casa, e feliz por ter feito tantos amigos por aqui. As manifestações de carinho que recebi nesses últimos dias me alimentaram a alma.

Obrigada a todos que me acompanharam nessa jornada. Pessoalmente, me dando força e fazendo companhia; no trabalho, me ensinando e aprendendo comigo, estivessem ao meu lado ou um pouco mais distantes; no blog, me encorajando a olhar prá esse novo mundo de uma forma poética. Vocês participaram muito disso.

Pretendo ainda escrever sobre Rondônia, e aceito o desafio de escrever sobre o mundo de lá, onde tudo me parece normal, e tudo parece já ter sido relatado.

Uma música, que não expressa perfeitamente o meu momento, mas é linda, é a que me ocorre, e fala de mudanças.

Anúncios

Estado de espírito: apaixonada!

“Que o homem que eu amo seja prá sempre amado, mesmo que distante.

Porque metade de mim é partida, mas a outra metade é saudade.”

*******************************

Eu sei, vocês esperam mais. Mais frequencia, mais profundidade, mais olhares sociológicos sobre o outro. Mas no momento é isso aí que me ocorre. Porque no mundo em que vivo há muito espaço para a paixão. E viver em Rondônia, prá mim, é também viver longe do meu amor, do meu cão e do meu chão.